ARMAZENAMENTO DO LEITE MATERNO

É muito difícil para uma mãe retornar ao trabalho após o nascimento do bebê. Ter que passar horas afastada do seu contato, após meses de vínculo tão intenso. E uma das grandes dificuldades é manter o aleitamento materno durante esse retorno.
O armazenamento programado antes da data de início do trabalho é extremamente importante para a manutenção das mamadas.
Em princípio deve-se preparar o material que será utilizado na estocagem, utilizando recipientes próprios, como sacos coletores ou embalagens de vidro com tampa de plástico.
As embalagens de vidro devem ser lavadas e depois fervidas por 15 minutos para esterilização. Após, devem secar naturalmente em cima de um pano limpo, até esfriarem, sendo guardadas vazias no congelador ou freezer. Os recipientes não devem estar próximos de alimentos crus; de preferência deixá-los em uma gaveta separada do freezer.
O local da ordenha deve ser limpo e tranquilo. O preparo deve ser feito antes: prender os cabelos com lenço ou touca, cobrir boca e nariz com pano ou máscara, limpar as mamas com água e lavar bem as mãos. Procurar uma posição confortável e massagear as mamas em movimentos circulares.
Iniciar a retirada (ordenha), manualmente ou com auxílio de bombinha manual ou elétrica, conforme a preferência.
Armazenar o leite ordenhado nos recipientes já preparados e anotar a data da coleta.
Levar o recipiente para o congelador ou freezer ( temperatura entre -10°C, sendo máxima de -3°C) por até 15 dias. O leite pode ficar guardado na geladeira por 12 horas ( com temperatura máxima de 5°C).
Para descongelar o leite, utilizar o método de banho-maria, com temperatura de 40°C, desligando o fogo antes de colocar o recipiente dentro. Esperar descongelar completamente, deixando o leite chegar em temperatura ambiente para ofertar ao bebê. Lembrar de homogeneizar antes.

Dra. Fernanda Formagio de Godoy Miguel
Pediatra pela SBP
CRM 104.671