Quando e por que procurar um geriatra?

1º) O principal motivo é ser idoso e desejar ter um médico responsável pela sua saúde como um todo, capaz de lidar com a maioria das condições de saúde e de doença, seja do coração, anemia, depressão, diabetes ou pressão alta, colesterol alto, osteoporose, tireoideopatias, tabagismo ou distúrbios do sono, isoladamente ou todas juntas.

2º) Outro grande motivo é querer envelhecer com saúde e fazer uma avaliação ampla especificamente para seu caso, considerando sua ocupação diária e de lazer, para um aconselhamento amplo de saúde, especifico para cada idade.

3º) A geriatra é a única especialidade da medicina que se dedica a estudar o idoso e o processo de envelhecimento. Nesta área, o geriatra é referência para os outros especialistas. O geriatra se dedica ao indivíduo como um todo e a única que estuda o processo de envelhecimento.

4º) Ter um geriatra é ter o seu médico e não um médico para cada órgão ou doença. É o médico que lhe conhece e pode lhe atender, apoiar e orientar a qualquer hora em qualquer dia, seja no consultório, na sua casa e até dentro do hospital se for necessário. O geriatra então acaba resgatando a figura antiga e saudosa do “médico de família”, que está sempre a disposição para nos socorrer.

Envelhece bem quem se cuida de forma ativa e preventiva. E para isto nunca se é novo ou velho demais.

Dra Flavia Renata Topciu – CRM 121.925

Geriatra pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia

Especialista em Cuidados Paliativos pela Associação Médica Brasileira