Viagens na terceira idade

Brasileiros estão descobrindo as vantagens e os benefícios de viajar na Terceira Idade. O setor turístico vem se preparando cada vez mais com benefícios e serviços exclusivos para ganhar esse público, que além de estar crescendo, está vivendo mais e querendo viver bem.

• Benefícios
Após os 60 anos é natural as responsabilidades cotidianas diminuírem e poder aproveitar a aposentadoria e os filhos crescidos para dedicação de horas do seu dia unicamente ao bem-estar pessoal.
A maior preocupação passa a ser a saúde física, manter-se ativo e independente. E viajar é uma ótima oportunidade de colocar tudo isso em prática, além de ser um estímulo poderoso descobrir novos lugares e culturas.
Quem não gostaria de viajar sem ter prazo para voltar? Poder viajar sem se preocupar com datas de ida ou de retorno, por motivos de trabalho ou compromissos, além de tudo gera economia, pois há possibilidades de viajar em períodos de baixa temporada e usufruir de melhores preços na compra de passagens aéreas e taxas de hospedagem.

• Dicas para viajar:
Evitar trajetos longos:
Levar em consideração a quantidade e a duração dos voos ou dos deslocamentos em ônibus, para não abusar de trajetos longos. No transporte aéreo, o melhor é evitar conexões, principalmente as que têm um intervalo muito curto entre um voo e outro. As escalas, apesar de não ser necessário descer da aeronave, podem tornar a viagem longa e, consequentemente, mais cansativa.

Montar um roteiro mais leve:
Incluir menos passeios no roteiro, considerando tempo extra para cada atividade e incluindo no planejamento alguns dias a mais. Assim, é possível aproveitar cada lugar com calma e, eventualmente, dedicar mais horas a atrativos não previstos ou àqueles que mais agradaram.

Fazer um check-up antes de viajar:
Consultar um médico antes de viajar e certificar se de boas condições de saúde para viajar.

Levar os medicamentos necessários:
Atenção em viagens internacionais, deve-se levar todos os remédios de uso contínuo e, por garantia, ter uma cópia das receitas médicas.

Fazer um seguro de saúde:
No caso de viagens internacionais, fazer um bom seguro saúde é necessário.

Ficar atento a possíveis golpes de viagens:
Atenção aos golpes aplicados em turistas. Idosos são tidos como mais vulneráveis e podem ser um alvo fácil. Jamais passe seus dados para desconhecidos, mas tenha sempre consigo um cartão com informações básicas, incluindo endereço do hotel e telefones importantes.
Por fim, prioridades para idosos é unanimidade em quase todo o mundo, portanto, cobre pelos seus direitos!

Dra Flavia Renata Topciu – CRM 121.925
Geriatra pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia
Especialista em Cuidados Paliativos pela Associação Médica Brasileira